segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Faleceu João Gregório Lopes, avô do ex prefeito de Assu Ivan Lopes Junior

Faleceu hoje a tarde, João Gregório Lopes, mais conhecido como João de Lula , avô do ex Prefeito de Assu Ivan Lopes Junior . Meus sentimentos aos familiares e amigos . Descanse em paz.

Ivan Lopes Junior / João Gregório Lopes ( João de Lula )

domingo, 20 de outubro de 2019

Mais comunidades são abandonadas no município de Assu

Leitor do blog envia imagens da situação de abandono na comunidade de linda flor , situada  na zona rural á 10Km da área urbana do município de Assu RN. Mais uma área que não se tem atenção na gestão do prefeito Gustavo Soares, o tratamento que é visto para com aquela população é de muita preocupação, a única unidade esportiva daquela localidade com cenário devastador.

Quadra de Esportes Inácio Bezerra de Araújo
A falta de higienização e limpeza com o local, está descrito nestas imagens, uma área pública que não existe trabalho de preservação quanto menos bons olhos para com a comunidade, O doutor que veio pra cuidar, não se faz jus no seu mandato. 

Planalto prevê nova troca na articulação

Entre os nomes que circulam para assumir a articulação do governo com o Congresso, o mais repetido é o do secretário especial da Previdência, Rogério Marinho.


Em crise com o próprio partido - o PSL, que até então era o mais fiel na Câmara e, nesta semana, rachou em duas alas distintas, sendo que uma delas declarou-se independente - o presidente Jair Bolsonaro estuda promover mudanças na articulação política pela terceira vez em 10 meses de governo. A intenção é garantir um mínimo de apoio que assegure ao Planalto a aprovação de projetos no Congresso. As maiores críticas à articulação partem justamente de parlamentares das bancadas que dão sustentação ao governo, como a ruralista, a evangélica e a da bala.

Entre os nomes que circulam para assumir a articulação do governo com o Congresso, o mais repetido é o do secretário especial da Previdência, Rogério Marinho. Mas ele, por ora, vai continuar à frente das reformas econômicas, como a administrativa e o pacto federativo.

O racha no PSL em duas alas, uma ligada a Bolsonaro e outra ao presidente nacional da Legenda, o deputado Luciano Bivar (PE), que pode resultar na perda de apoio de mais da metade dos 53 deputados do partido, e a constatação de um PIB (Produto Interno Bruto) fraco anteciparam discussões no Planalto. No diagnóstico de aliados do governo, Bolsonaro corre risco se não mexer rapidamente na equipe que faz a interlocução com a Câmara e com o Senado.

Interlocutores do presidente o aconselham a começar a reforma do governo pela "cozinha" do Planalto. Assim são conhecidos os ministérios que estão fisicamente na sede do Executivo - a Casa Civil, comandada por Onyx Lorenzoni; a Secretaria de Governo, nas mãos de Luiz Eduardo Ramos; a Secretaria-Geral, chefiada por Jorge Oliveira, e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), do general Augusto Heleno.

As principais queixas de parlamentares alinhados ao governo são de que a articulação política ficou fragmentada entre essas quatro pastas e, por isso, não funcionou. A proposta agora é que seja unificada tendo um ministro forte no comando das negociações com o Congresso. A portas fechadas, Bolsonaro já admitiu que, sem uma base parlamentar de apoio, o governo ficou dependente da liberação de emendas no varejo para avançar com as pautas no Congresso.

Foi justamente a desarticulação na liberação de emendas o assunto de um diálogo testemunhado pelo Estado na semana passada No fundo do plenário da Câmara, o deputado Alceu Moreira (MDB-RS), coordenador da bancada ruralista, reclamava ao líder com o governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO). "Eu tenho uma proposta oficial do governo. Foram eles que me disseram: Alceu, tu tem isso, isso e isso (referindo-se a verba). E agora não tem mais?", reclamou o emedebista. Vitor Hugo argumentou que o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, tentava atender o compromisso feito pelo ministro da Casa Civil com o deputado. Em resposta, Moreira não escondeu a revolta. "O que o Onyx (Lorenzoni) prometeu não vale nada? Não, não, não", disse ele. "O meu, ele (Ramos) não tira um centavo. Se tirar, vai ter problema", ameaçou o líder ruralista.

Nas conversas mais reservadas, no Palácio da Alvorada, Bolsonaro tem ouvido que os militares não entendem nada de articulação com o Congresso. O general Ramos, responsável pela ponte com os deputados e senadores, não teria força com seus colegas de Esplanada para emplacar nomeações ou dinheiro para liberar emendas.

Quanto ao ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, a percepção é a de que o ex-juiz da Lava Jato mantém popularidade em alta, mas não consegue avançar no Congresso em medidas de uma área prioritária para o governo. Com isso, Bolsonaro tem perdido essa bandeira do combate à criminalidade para adversários, como o governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), seu já declarado adversário em 2022.

O presidente tem ouvido de aliados proposta para separar a pasta de Moro em duas, como ocorreu no governo de Michel Temer. A ideia é que o ministro cuide apenas dos assuntos relacionados à Justiça. A Segurança Pública seria entregue a um representante da bancada da bala. Aparentemente, Bolsonaro não faz restrições a essa divisão, mas Moro não abre mão da segurança por causa do pacote anticrime.

Segundo relatos, apenas cinco dos 22 ministros são considerados intocáveis no governo, hoje. O time de elite inclui Tereza Cristina (Agricultura), Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e Fernando Azevedo e Silva (Defesa). Ao mesmo tempo, Bolsonaro tem evitado embates com Moro, Guedes e com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), visto como figura central na aprovação de projetos da área econômica.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mega Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 21,5 milhões


Ninguém acertou as seis dezenas do Concurso 2.199 da Mega Sena, sorteadas ontem (19) à noite, no Espaço Loterias em São Paulo. As dezenas sorteadas foram 15, 23, 30, 35, 38 e 44.

Ficam acumulados para o próximo concurso, na próxima quarta-feira (23), R$ 21.500.000,00.

A quina teve 29 acertadores que receberão o prêmio individual de R$ de 58.063,07.

Os 3.056 acertadores da quadra receberão R$ 787, 13.

Missa de entrega da estátua de Beata Lindalva em Assu


O Rio Grande do Norte vai ganhar um santuário católico dedicado à Beata Irmã Lindalva, localizado na comunidade rural Malhada da Areia, em Assu, local onde a Irmã Lindalva nasceu. No mês passado, o Bispo Diocesano, Dom Mariano Manzana, o Vigário-geral Padre Flávio Augusto e o administrador da Paróquia de Assu, Padre Carlos Itálo, foram ver de perto a construção da imagem da Beata Lindalva, que mede sete metros de altura, feita pelas mãos do artesão João Batista Galdino e graças a uma bela iniciativa do empresário assuense Eurimar Nóbrega, que está presenteando a Igreja. Neste domingo, 20, data de aniversário da Beata Lindalva, às 19h, acontecerá uma Celebração Eucarística com bênção da imagem no próprio terreno onde será construído o santuário. Dom Mariano agradeceu a Eurimar pela iniciativa e acredita que outras surgirão em prol da construção do Santuário Beata Lindalva, muito aguardado pelos assuenses e toda a região Oeste.

Senado deve concluir terça-feira votação de mudanças na Previdência


Oito meses depois de chegar ao Congresso, o texto principal da reforma da Previdência  (PEC 6/2019) deve ter sua votação final na próxima terça-feira (22), dia em que o plenário do Senado deverá analisar a matéria em segundo turno. Para que seja aprovado e siga para promulgação, o projeto precisa alcançar o mínimo de 49 votos favoráveis.

Entre outros pontos, o texto aumenta o tempo para trabalhadores terem direito à aposentaria, eleva as alíquotas de contribuição para quem ganha acima do teto do INSS (hoje em R$ 5.839) e estabelece regras de transição para os atuais assalariados. Com essa proposta, a economia está estimada em R$ 800 bilhões em 10 anos.

Antes de ser votada em plenário, no mesmo dia, às 11h, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai votar o parecer do relator do texto, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), sobre nove emendas de redação apresentadas após a votação da reforma em primeiro turno.

Paralela

A conclusão da votação do texto principal da reforma da Previdência avança em parte, mas não encerra a discussão sobre o tema no Congresso. Vários pontos polêmicos considerados importantes, mas que não têm consenso no Senado e na Câmara, integram uma proposta de emenda paralela à Constituição (PEC 133/19). Para que o assunto continue em discussão, Tasso apresentará o relatório sobre essa proposta na próxima quarta-feira (23), na Comissão de Constituição (CCJ) do Senado.

O principal ponto do texto busca incluir estados e municípios na reforma da Previdência. A proposta também prevê aumento de receitas para compensar parte das perdas referentes às concessões feitas pelos parlamentares no texto principal. Entre elas, está o fim da isenção de contribuições previdenciárias de entidades filantrópicas, do setor exportador, sobretudo do agronegócio e de empresas incluídas no Simples. Em 10 anos, essas medidas podem render aos cofres públicos R$ 155 bilhões.

Também estão na PEC Paralela ajustes em algumas regras previdenciárias, além da criação de um benefício para crianças em situação de pobreza. O relator, contudo, vem sendo pressionado por representantes de entidades filantrópicas para que não aceite a cobrança da contribuição previdenciária, ainda que seja gradual. Tasso estuda ampliar o prazo para a cobrança, definido inicialmente em 10 anos.

A pedido da bancada feminina, devem entrar ainda nessa discussão regras de transição atenuadas para mulheres cumprirem a exigência de idade para a aposentadoria, com mudanças para garantir mais recursos para as viúvas, pois as mulheres são mais de 80% dos beneficiários das pensões por morte.

PEC autônoma

Além da PEC Paralela, outro tema foi acertado com a equipe econômica para ser tratado em proposta autônoma. É o "pedágio" cobrado dos trabalhadores prestes a se aposentar, que terão de trabalhar o dobro do tempo que falta para a aposentadoria. O senador Álvaro Dias (Podemos-PR) desistiu do destaque para evitar o retorno da proposta à Câmara. Para ter mais chances de aprovação na Câmara e no Senado, ele exigiu que o tema fosse tratado sozinho em outra proposta de emenda constitucional. “O pedágio é de 17% para os militares, 30% para os parlamentares e 100% para os demais. Queremos discutir uma regra de transição que suavize o drama para quem já trabalhou muito e vai trabalhar ainda mais para chegar à aposentadoria”, afirmou Dias.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Estádio em Assu tem energia elétrica cortada por falta de repasse de recursos pela prefeitura


A energia elétrica do estádio Edgarzão que alimenta o sistema de refletores e o do sistema de irrigação foi cortada nesta quinta-feira pela Cosern por falta de pagamento.

Foi constatado pelo Blog Rabisco do samuel Jr que a grama corre sério risco caso não seja irrigada nas próximas 24 horas. Sem a possibilidade de acionar os refletores, qualquer atividade esportiva no estádio só poderá ser realizada até por volta das 17h.

Pessoa próxima à diretoria da Liga Açuense de Desportos (LAD) revelou  que a dificuldade financeira enfrentada é em virtude da falta de pagamentos por parte da prefeitura de Assú de parcela do convênio referente ao mês de setembro, no valor de R$ 6 mil, e outra que se venceu agora no dia 10 de outubro, também de R$ 6 mil. 

A falta desse repasse já estaria afetando compromissos assumidos com funcionários e fornecedores.

A esperança da diretoria da LAD é que a prefeitura realize os repasses ainda nesta sexta-feira, 11, para que a grama não seja afetada e que as atividades da praça esportiva voltem a sua normalidade.

Fonte : Rabiscos do Samuel JR

Ivan Junior participa de reunião com o Deputado Federal Benes Leocádio no FIERN

Durante a reunião, foram discutidos assuntos de ampliação do setor de confecções no interior do RN, para gerar postos de emprego e renda para a população .


Somando esforços em prol de projetos que tragam ao RN uma maior representatividade frente à indústria têxtil nacional. Deputado Benes pediu apoio da FIERN e do Senai na cooperação para auxiliar na expansão da indústria têxtil em nosso Estado. Na oportunidade também foi apresentado o projeto de instalação de centrais de cortes em várias cidades do interior.



O presidente da FIERN, Amaro Sales, prontamente garantiu apoio e colocou à disposição o Sistema FIERN para auxiliar no projeto, numa maneira de viabilizar recursos, solidificando o mandato de Benes na Câmara Federal, como membro da Frente Parlamentar da Industria Têxtil.

Participaram da reunião o presidente da FIERN, Amaro Sales, Superintendente do Senai, Émerson Batista,Superintendente de Relações Internacionais, Hélder Maranhão, Diretor da Associação das Industrias Têxteis, Ronaldo Lacerda, ex- prefeito de Assu Ivan Júnior e o vice-prefeito prefeito de Cerro Corá, Zeca Araujo.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Assu: Lombada ou buracos ?


Motoristas em Assu não conseguem identificar se é lombada ou buracos na Av. Doutor Luiz Carlos em Assu


Após a gestão municipal fazer a implantação dos semáforos, se deixou no local as lombadas, diante inúmeras reclamações dos motoristas nos meios de comunicações locais cobrando a remoção das lombadas, a prefeitura fez a retirada da pior forma possível, deixando o terreno danificado e com falhas na malha asfáltica, os riscos de promover acidentes pela dúvida do condutor veicular segue em maiores proporções.

Má qualidade na Pavimentação em Assu preocupa moradores


Pavimentação feita pela Prefeitura Municipal de Assu não está de boa qualidade, registrado imagens por moradores do bairro Novo Horizonte, o calçamento esta cedendo com o transito de veículos, uma obra recém executada já desperta preocupações. A situação tende a piorar nestas vias que até então não existe trafego constante e se observa a degradação dos paralelepípedos com o pouco movimento de veículos  naquele local, falhas em diversos pontos da cidade estão sendo identificados.

Veja o vídeo abaixo de um popular que cobra melhor serviços de pavimentação


quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Senado aprova MP que facilita venda de bens apreendidos do tráfico


O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (9) projeto que facilita a venda de bens apreendidos de traficantes. A matéria vai agora à sanção presidencial.

Proposto pelo governo federal em junho como medida provisória (MP 885/19), o texto agiliza o repasse, a estados e ao Distrito Federal, de recursos decorrentes da venda de bens apreendidos relacionados ao tráfico de drogas. A MP dá à Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) o poder de leiloar esses bens antes do término do processo criminal.

A expectativa do governo é facilitar a transformação dos produtos apreendidos em recursos financeiros para custear ações de repressão policial, compra de equipamento, campanhas contra o uso de drogas e atendimento a dependentes químicos, entre outras ações.

Aprovado na Câmara no início deste mês, o texto estabelece que o juiz ordenará às secretarias de Fazenda e aos órgãos de registro e controle de aeronaves, embarcações e veículos a realização de averbações necessárias para livrar o bem a ser leiloado de qualquer gravame.

Segundo o Ministério da Justiça, existem atualmente no país 30 mil bens que estão à disposição da União aguardando destinação depois de terem sido apreendidos em operações de combate ao tráfico de drogas. Há um número ainda maior de bens que foram aprendidos e aguardam o término do processo criminal para serem destinados aos leilões. A pasta estima que esse número chegue a 50 mil.

Agencia Brasil

Comunidades esquecidas pela Gestão Municipal em Assu RN

Comunidade do Mendubim Assu RN

Assu que não tem gestor presente, segue os dias com total abandono em relação a gestão municipal, leitor do blog nos enviou imagens da quadra de esporte situada na comunidade do Mendubim, totalmente danificada como também a escola com paredes rachando comprometendo toda a estrutura. A frase que a prefeitura agora usa " a prefeitura esta aqui " não parece ser a realidade em todas áreas do município.    

Homenagem : Deputado Nelter entrega ao seu filho comenda Arnobio Abreu na AL



Na manhã de hoje (9) ocorreu uma sessão solene e  Constituintes estaduais recebem comenda "Arnóbio Abreu" no Legislativo Potiguar, durante a solenidade foi congratulado o Pai do Deputado Estadual Nelter Queiroz, Deputado Nelson Queiroz  constituinte e relator geral da constituição do RN de 1989, no qual foi recebida pelo seu filho George Queiroz.

Congresso aprova Lei das Diretrizes Orçamentárias para 2020

O Congresso Nacional aprovou nesta quarta-feira (9) o texto-base da proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020. O texto segue para sanção do presidente da República.

Aprovado na forma do substitutivo do relator, deputado Cacá Leão (PP), o texto do dispositivo foi aprovado em agosto pela Comissão Mista de Orçamento (CMO).


]Ao apreciar a proposta, o relator apresentou um adendo ao texto, retomando a redação original do Poder Executivo sem previsão de destinação de recursos para o Fundo Especial de Financiamento Eleitoral. Dessa forma, os recursos públicos para a campanha eleitoral do próximo ano serão definidos somente na Lei Orçamentária Anual, que será votada antes do recesso legislativo (até 23 de dezembro).

Salário mínimo

O texto prevê que o salário mínimo seja reajustado para R$ 1.040 em 2020, sem ganho acima da inflação. O aumento nominal será de 4,2% na comparação com o valor atual do mínimo (R$ 998). A variação é a mesma prevista para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Para os dois anos seguintes, a proposta sugere que a correção também siga apenas a variação do INPC.

Em relação à meta fiscal, o projeto prevê um déficit primário para 2020 no valor de R$ 124,1 bilhões para o governo central, que considera as contas do Tesouro Nacional, da Previdência Social e do Banco Central. Para este ano, a meta é de déficit de R$ 139 bilhões.

O texto incluiu a permissão para que o Executivo autorize reajuste salarial para o funcionalismo público no ano que vem. Esse trecho da proposta contraria o governo que, na proposta original enviada ao Congresso em abril, prevê a possibilidade de aumento apenas aos militares das Forças Armadas.

A proposta aprovada autoriza ainda a nomeação, em 2020, de aprovados no concurso mais recente da Polícia Rodoviária Federal.

Bolsonaro não tem mais nenhuma relação com o PSL, diz Bivar


O presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), disse nesta quarta-feira, 9, considerar que o presidente Jair Bolsonaro já decidiu pela saída do partido."Quando ele diz a um estranho para esquecer o PSL, mostra que ele mesmo já esqueceu. Mostra que ele não tem mais nenhuma relação com o PSL", afirmou o dirigente partidário ao Broadcast Político/Estado.
Na terça, Bolsonaro disse a um apoiador que se identificou como pré-candidato pela legenda no Recife para que ele esquecesse o partido e afirmou que Bivar "está queimado para caramba". O presidente, segundo apurou o Estado, avalia deixar a legenda. Seria a nona troca de sigla de Bolsonaro.


Bivar disse não entender o que motivou o presidente a dar tais declarações. "Ontem (8) mesmo eu recebi um convite para ir a uma cerimônia no Palácio do Planalto e tinha um jantar marcado com o ministro da Justiça, Sérgio Moro. Então, não vi indicativos nenhum", disse.

Para ele, a intenção do presidente ao atacar o PSL é mostrar que não tem envolvimento com denúncias sobre irregularidades envolvendo a candidaturas de mulheres que teriam sido usadas como "laranjas" para obter recursos públicos. "Acho que ele quis sair porque tem preocupação com as denúncias de laranjas. Ele quer ficar isento dessas coisas", afirmou Bivar.

Na semana passada, o Ministério Público de Minas Gerais denunciou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, por irregularidades envolvendo candidaturas de mulheres nas eleições de 2018. Antônio presidia o PSL mineiro à época.

Cálculo político

Outro fator apontado pelo presidente do PSL para justificar o ataque de Bolsonaro à legenda seria um cálculo político do presidente para garantir a sua reeleição. "Ninguém é eleito presidente sem ter acertos. Como ele vem em um processo de reeleição, talvez ele saiba qual é o melhor caminho a ser seguido. Espero que ele tenha sucesso", disse.

Embora ainda não tenha definido o seu destino, Bolsonaro avalia vários cenários políticos e deseja um partido que possa controlar, para impulsionar sua candidatura à reeleição, em 2022. A União Democrática Nacional (UDN) já pediu registro como partido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e quer que o presidente se filie à sigla.

A saída de Bolsonaro pode provocar uma debandada no PSL. Dirigentes do partido ouvidos pelo Estado afirmam que o presidente pode levar consigo até 15 dos 53 deputados federais, além de dois dos três senadores - Flávio Bolsonaro (RJ) e Soraya Thronicke (MS).

Bivar, no entanto, afirma não se preocupar com um eventual esvaziamento da legenda. "Redução ou aumento da bancada não representa nada, o importante é manter a nossa linha de conduta e dignidade", afirmou.

Ele diz ainda que as bancadas no Congresso continuarão apoiando as pautas do governo. "Nenhuma turbulência vai alterar o comportamento do partido", disse. Questionado sobre se pretendia procurar Bolsonaro para conversar, Bivar afirmou não ver motivos para procurá-lo agora. "Tenho que respeitar a posição dele, não vou ser invasivo ou inconveniente", afirmou.

Terra

Presidente Jair Bolsonaro sanciona nova lei das telecomunicações

Texto também permite a migração das atuais concessões para o regime de autorização, em troca de investimentos das empresas na expansão da banda larga.


O presidente Jair Bolsonaro sancionou o novo marco legal das telecomunicações do país, informou o Diário Oficial da União desta sexta-feira, transformando em lei um projeto aprovado pelo Congresso em setembro com mudanças que eram bastante aguardadas pelo setor.

A indústria de telecomunicações defendia há anos novas regras para o setor permitidas pela lei, como a possibilidade de incorporação de ativos da União pelas operadoras mediante compromissos de investimento em infraestrutura e a criação de um mercado secundário de frequências de telefonia móvel.

O texto também permite a migração das atuais concessões para o regime de autorização, em troca de investimentos das empresas na expansão da banda larga.

Governo decreta situação de emergência por incêndio em Portalegre e Viçosa

Somente em outubro, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais registrou 60 focos de incêndios no Rio Grande do Norte

O Governo do Rio Grande do Norte decretou situação de emergência nos municípios de Portalegre e Viçosa, por 90 dias, em decorrência do aumento do número de incêndios florestais. O decreto pode ser prorrogado por igual período. O texto será publicado em edição extraordinária do Diário Oficial ainda nesta quarta-feira (9).

O fogo, que atinge uma serra entre os dois municípios, teve início na segunda-feira, 7, e continua fora de controle. Já são mais de 40 horas de combate aos focos de incêndios, que estão espalhados pela região.

Pelo menos 40 militares estão trabalhando no local com a ajuda de voluntários, carros-pipa e máquinas cedidos pela Prefeitura. Equipe da Defesa Civil que está no município trabalha junto às coordenadorias de Defesa Civil de Portalegre e de Viçosa.

Foi elaborado plano de ação que inclui o uso de drone para levantamento da área atingida e mapeamento dos locais de mais fácil acesso aos focos de incêndio.

Além do aumento do número de incêndios, a medida considera os graves danos provocados à fauna e à flora, a dificuldade na recuperação natural das áreas devastadas pelo fogo, agravamento da situação hídrica do estado e o impacto socioeconômico no setor agropecuário.

O decreto permite ao Corpo de Bombeiros contratar, mediante dispensa de licitação, as obras e os serviços necessários a mitigar as consequências provocadas pelos incêndios, além da aquisição de materiais e equipamentos necessários ao combate às queimadas. Será possível também adotar medidas preventivas junto aos municípios, dentre elas a formação e treinamento de brigadas de incêndio e ações educativas para a população.

Incêndios

Neste mês de outubro, até esta terça-feira (8), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou 60 focos de incêndios no Rio Grande do Norte.

Em agosto e setembro foram 52 e 81, respectivamente, contra um foco em junho e quatro em julho. Isso porque o último trimestre do ano é o período mais quente, com baixa umidade relativa do ar, aumento da intensidade dos ventos e, consequentemente, mais propício ao surgimento de focos de incêndio.

Ministro do Meio Ambiente Salles diz que óleo no Nordeste vem "muito provavelmente" da Venezuela

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse hoje (9) que o óleo que vazou e que atinge diversas praias no litoral do Nordeste vem “muito provavelmente" da Venezuela. O ministro citou estudo da Petrobras, ao participar de audiência pública na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados.

"Esse petróleo que está vindo, muito provavelmente da Venezuela, como disse o estudo da Petrobras, é um petróleo que veio por um navio estrangeiro, ao que tudo indica, navegando próximo à costa brasileira, com derramamento acidental ou não, e que nós estamos tendo enorme dificuldade de conter”, disse.

Segundo o balanço mais recente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a mancha de óleo atingiu 138 localidades em 62 cidades de nove estados da Região Nordeste.

O ministro salientou a dificuldade em solucionar o problema, uma vez que a origem do vazamento é indeterminada e desconhecida.

Até esta segunda-feira (7), a Petrobras já havia recolhido 133 toneladas de resíduos. Segundo o Ibama, o material oleoso é petróleo cru e, desde o dia 2 de setembro, se espalhou pelo litoral de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Ontem (8), ao participar de uma audiência pública realizada pela Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que análises laboratoriais confirmaram que a substância não provém da produção da estatal brasileira.

Agencia Brasil

terça-feira, 27 de agosto de 2019

Diego Dantas vem se destacando na cidade de Pendencias RN


Conhecido como "DD" ( Diego Dantas) , Pendências está a receber um personagem no pleito para o executivo do município, com uma experiência em diversas áreas de gestões, o nome sopra forte nas ruas dos pendêncienses no qual se vem se destacando bastante com sua popularidade. Homem humilde e de nobre simpatia, Diego Dantas está disposto a trabalhar para a população e atender os anseios da coletividade, refletindo ousadia  nesses pontos primordiais  de mandato, apoios se aproximam como tanbém correligionários que estão interessados a caminhar ao seu lado.


Neste domingo (25), no evento de comemoração realizado em seu aniversario no Rancho dos Sertões zona rural de Pendências, através de uma ação social promovida por um almoço beneficente, famílias foram contempladas com cestas básicas arrecadadas onde foram distribuídas para a população carente.


segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Deputado Nelter Queiroz vai acionar a justiça pela recuperação das estradas de Currais Novos/São Vicente/Florânia a Tenente Laurentino.

O deputado estadual Nelter Queiroz comentou em seu twitter que vai solicitar ao Juiz da comarca de Florânia uma ordem judicial pra recuperar as estradas estrada Currais Novos/São Vicente/Florânia a Tenente Laurentino Cruz.

“Assim como fiz vários requerimentos ao DER para recuperar a estrada Currais Novos/São Vicente/Florânia a Tenente Laurentino, agora vou solicitar ao juiz de Florânia para acionar ordem judicial pra recuperar, o povo não aguenta mais o descaso com esses trechos estrada!” escreveu Nelter Queiroz.

MÁ GESTÃO COMPROVADA: Assú está entre as cidades com a pior administração pública segundo ranking do IGM-CFA


Agora não tem mais o que se discutir, a péssima gestão do prefeito Gustavo Soares é comprovada pelo ranking do IGM – Índice de Governança Municipal, que é um levantamento anual realizado pelo CFA – Conselho Federal de Administração, no ranking ESTADUAL e separada por grupo de municípios, aponta a cidade do Assú em 4º lugar de um total de 5 municípios, e com a pífia performance de 5,70, de um total de nota máxima de 10,0.

O CFA dividiu as cidades em oito grupos, conforme a sua população e o Produto Interno Bruto (PIB) per capita. Segundo o conselho, isso possibilita uma análise mais fidedigna, na medida em que as comparações são entre municípios com o mesmo perfil.

A cidade governada pelo médico Gustavo obteve a nota de 4,67 em finanças, sendo a nota ideal 10. O motivo da baixa nota foi o baixo investimento em saúde e em educação, cerca de pouco mais da metade da meta estabelecida.
O alto custo com a Câmara de Assú também contribuiu para a baixa nota. A meta do custo com o legislativo era de R$ 48,42, e o custo real foi de R$ 70,01. Já na gestão, o item de comissionados chamou a atenção, pois a meta da cidade era de 2,78, e ficou com 11,99, ou seja, o gasto com comissionados é quase quatro vezes maior que o recomendável.

E quando se faz a pesquisa nacional, a cidade do Assú está na 112ª colocação, num universo de 175 municípios, comprovando ainda mais, que o prefeito Gustavo Soares é um dos piores gestores que a cidade já teve, comprovado pelo péssimo desempenho no IGM.

O Índice CFA de Governança Municipal consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: Finanças, Gestão e Desempenho, é elaborado a partir de dados secundários, e considera áreas como saúde, educação, gestão fiscal, habitação, recursos humanos, transparência, violência dentre outras.

Fonte : Blog do VT

Polícia Civil prende ex-padre suspeito por abuso sexual de adolescentes no interior do RN

Policiais civis da Delegacia Municipal de Marcelino Vieira, com o apoio de policiais militares, deram cumprimento, nesse sábado (24), a um mandado de prisão preventiva contra Francisco Claudenis Alves Ciríaco, conhecido como Padre Claudenis, 41 anos.

Segundo as investigações, o suspeito teria praticado os crimes de estupro de vulnerável e de exploração sexual contra quatro adolescentes. A prisão aconteceu na cidade de Marcelino Vieira.

Claudenis esteve à frente da Paróquia de Marcelino Vieira entre os anos de 2009 e 2012, quando se afastou por questões políticas. Atualmente, exercia a função de padre da Igreja Veterocatólica do Brasil, com sede na cidade de Feira de Santana/BA, voltada à evangelização no nordeste do país.

Ele foi candidato ao cargo de vereador no município de Marcelino Vieira, pelo Partido da República (PR), nas eleições de 2016, mas não chegou a ser eleito.

Após ser ouvido na delegacia, Claudenis foi encaminhado para o Sistema Prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Supermercado indenizará cliente no RN que perdeu o braço quando fazia uso de serviço de entrega de compras


O portal Justiça Potiguar destaca que a 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RN, à unanimidade de votos, responsabilizou o Supermercado Rede Mais – Daterra Ltda e um prestador de serviços deste pelos danos morais e estéticos causados a uma funcionária do estabelecimento que, na condição de consumidora, foi vítima de acidente automobilístico em que teve seu braço amputado enquanto era transportada com suas compras para casa.

Acesse matéria completa Aqui

Estudantes da UFRN tem até sexta para solicitar trancamento de matrículas do período 2019.2


Os estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) têm até sexta-feira, 30, para solicitar o trancamento de matrículas em turmas para o período 2019.2, de acordo com o prazo estabelecido no calendário acadêmico da instituição. Conforme o regulamento dos cursos de graduação, o procedimento significa “a desvinculação voluntária do estudante da turma referente ao componente curricular em que se encontra matriculado”, concedido nas seis primeiras semanas do período letivo. Não podem ser trancadas as atividades coletivas que não preveem aulas, atividades de orientação individual e atividades autônomas.

O trancamento de matrícula é permitido apenas uma vez no mesmo componente curricular, seja em períodos consecutivos ou não. Para realizar a operação, o aluno deve acessar o Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa), na aba Ensino – Trancamento de matrícula – Trancar, com a possibilidade de selecionar uma ou mais matrículas. A efetivação ocorrerá sete dias após a solicitação, sendo facultado ao discente desistir do trancamento nesse período.

Com informações da UFRN

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Convite Missa de 1 ano do comerciante Luizão Fonseca


Será hoje ás 19:30 horas, missa de 1 ano do falecimento do comerciante de Assu Luis Carlos da Fonseca, o saudoso "Luizão da COHAB", familiares convidam parentes e amigos para celebração que será realizada na Paróquia da Beata Lindalva e São Cristovão na COHAB. 

NELTER DEFENDE REAJUSTE PARA PRODUTORES DO PROGRAMA DO LEITE E PAGAMENTO EM DIA


O reajuste no valor do litro de leite fornecido pelos pequenos produtores ao Programa do Leite, do Governo do Estado, foi reivindicado pelo deputado Nelter Queiroz (MPB). O parlamentar fez pronunciamento na sessão plenária desta quarta-feira (14) e afirmou que há oito anos o valor não é reajustado, e além disso, os repasses estão atrasados.

“Faço um apelo à governadora pois esse é um assunto que atinge o homem do campo. Fui procurado pela Associação dos Pequenos Produtores de Leite e recebi um relato da situação, prejudicando esses fornecedores”, preocupa-se o parlamentar.

Nelter Queiroz afirmou que são produtores que fornecem diariamente de 20 a 50 litros de leite. O governo estadual deveria repassar o pagamento de 15 em 15 dias, pois existe um fundo próprio destinado a esse fim mas eles, no entanto, estão com seus repasses atrasados. “Os produtores de leite já estão com algumas quinzenas em atraso e além disso, sem receber aumento no valor do litro de leite fornecido”, criticou o deputado.

Servidores
Outra questão abordada pelo deputado diz respeito ao atraso no pagamento dos servidores. Nelter fez um apelo para que o Executivo honre os compromissos e coloque a folha em dia. “Tenho sido muito procurado pelos aposentados, que estão enfrentando dificuldades para honrar seus compromissos e aqui peço encarecidamente que os gestores cumpram com um calendário de pagamento”, afirmou o deputado.

domingo, 4 de agosto de 2019

Motorista da prefeitura de Assu pede demissão por exploração de trabalho e débito de horas extras

Oberdan Solidonio da Silva 
Motorista da saúde denuncia nas redes sociais, exploração de trabalho e débitos de horas extras não cumpridas pela Prefeitura Municipal de Assu, Oberdan Solidonio da Silva era lotado na Secretaria Municipal de Saúde do município, realizava o transporte de pacientes para cidades com destinos de Assu para outras do Estado do Rio Grande do Norte. Oberdan apresentou documentos que comprovam o trabalho escravo e a falta de pagamentos de horas extras diante seu período trabalhando diariamente e sendo obrigado a trabalhar nos fins de semanas com horas restritas de descanso. O funcionário público pediu demissão do cargo de motorista, devido as condições de trabalho que estava sendo irrelevantes a função.

Contrato de Trabalho com a Sec. Municipal de saúde de Assu

 Oberdan nos informou ao blog que o contrato não inclui inicio de serviços a partir das 01:00hr da manhã com término ás 22:00 ás 23:00hrs, deixando o profissional sem condições de descanso, o contrato segue com o trabalho serviços diários e não esta situação. 

veja abaixo os relatos do motorista :


sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Ivan Junior será o entrevistado de amanhã (03) nas ondas da 89FM Assu


Neste sábado o entrevistado será o ex prefeito de Assu, Ivan Lopes Junior no programa "discussão aberta" apresentado por Adailton Amorim. na radio Nova 89 FM ás 11Hrs ao meio dia.

Vídeo: Descaso no centro de Assu, popular grava imagens

Comerciantes do mercado Sofia Frutuoso estão indignados com a desorganização no centro de Assu . Situação caótica, que não se tem os olhos do poder público municipal. Prefeitura deixou os barraqueiros sem opção.

Comerciante registrou as imagens do local ocupado pelos barraqueiros 
A Prefeitura de Assu ao realizar a desobstrução da via de trânsito de veículos, deixou os donos das barracas desabrigados, levando os mesmos a se instalar na calçada do mercado publico Sofia Frutuoso, causando um caos para os pedestres e desconforto aos comerciantes locais.


Prefeitura de Assu com débito de energia elétrica UBS não será feita a instalação


Do blog Rabiscos do Samuel JR

Uma fonte do RSJ colocou os ouvidos nas paredes do gabinete do prefeito Gustavo Montenegro Soares e conseguiu captar a seguinte informação.

A prefeitura de Assú enviou solicitação a Cosern para a ligação da energia elétrica da Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Novo Horizonte.

Mas, a resposta da concessionária de energia não foi muito boa. No documento enviado ao executivo municipal foi dito com todas as letras, da impossibilidade de prestar novos atendimentos à prefeitura, tendo em vista a existência de débitos não quitados.

Vergonhoso tamanha situação da gestão atual, com tanto dinheiro em caixa, deixam atingir esse patamar de irresponsabilidade com a máquina pública.

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Video: Descaso no mercado público de Assu

O Mercado público municipal de Assu, esta no esquecimento, comerciantes locais não se tem o privilégio de comercializar suas mercadorias aos bons olhos dos clientes. A gestão Soares não mostra nenhum interesse de encontrar uma solução para o problema .
Assista o vídeo:


Alunos em Assu correm riscos de acidentes no transporte escolar


Leitor do blog denuncia micro-ônibus  da educação municipal de Assu, transportando alunos com portas abertas no trecho da estrada da comunidade do Piató, colocando em risco os estudantes que estão no interior do veículo. De acordo com a lei do Código Transito Brasileiro, ART. 168. Transportar passageiros em veículo automotor sem observância das normas de segurança especiais, Infração gravíssima. Em casos de acidentes, o condutor poderá responder por crime e sofrer até mesmo 4 anos de reclusão, caso a vítima entre em óbito. 

O Prefeito Gustavo Soares e sua equipe, no mês anterior, usou das redes sociais da prefeitura municipal de Assu, para apresentar um veículo escolar que foi restaurado após 2 anos e meio de mandato, que o mesmo não acompanha sua equipe e como também não se faz presente na cidade, mencionado como "prefeito de quinta ", a decadente administração não atende todas as demandas dos setores de competência, portanto viabiliza a um desastroso caos no mandato, comprometendo a população nas necessidades do básico no município. 

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Video : Retiradas das árvores incomoda moradores em Assu

A prefeitura municipal de Assu destinou nesta semana, execução da obra de pavimentação no bairro Vertentes, na rua Antonio Cosme Junior, na implantação do calçamento no local foi feita uma derrubada das árvores frutíferas que os moradores cuidava a anos. Devido a iniciativa de não preservação de arborização, populares estão indignados com a forma que a gestão está atribuindo ao serviço de pavimentação, calçadas foram danificadas deixando o reparo para os próprios moradores. 
Confira no vídeo .


domingo, 23 de junho de 2019

Expectativa: Reforma virou “palavra mágica” junto à investidores, diz Bolsonaro

Segundo presidente, investidores aguardam mudanças nas regras de aposentadoria para colocar recursos no País


Agência Estado

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou ontem a jornalistas que a palavra reforma virou uma “palavra mágica” para os investidores interessados em colocar recursos no País. “Em todas as minhas andanças pelo mundo, parece que a palavra mágica passou a ser a reforma da Previdência.”

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera a Previdência está em fase de discussão na Câmara dos Deputados.

De acordo com o presidente, há um grande números de empresários interessados em investir. “Muita gente de dentro do Brasil. Eu estive com os empresários há duas semanas em São Paulo, eles estão esperando (pela reforma)”, disse.

Ele afirmou, ainda, que tem sido cobrado em relação à geração de empregos no Brasil, mas pontuou: “quem emprega não sou eu. Eu emprego quando crio cargo de comissão ou quando faço concurso, e o Paulo Guedes decidiu que basicamente poucas áreas terão concurso, porque não tem como pagar mais”, afirmou Bolsonaro.

“Até gostaria de uma área ou outra, abri uma exceção para a Polícia Federal e para a Polícia Rodoviária Federal. Fora isso, dificilmente teremos concurso no Brasil nos próximos poucos anos”, acrescentou.

Na avaliação de Bolsonaro, se a reforma da Previdência for aprovada, o País vai retomar a confiança. “E os investimentos virão. E atrás disso, vem emprego”, disse o presidente.

Encontro no Japão
Bolsonaro falou com jornalistas na manhã de ontem, na saída da Coordenadoria de Saúde do Palácio do Planalto, em Brasília. Questionado sobre o motivo da visita ao prédio, ele afirmou se tratar de procedimentos de rotina e que queria se precaver antes da viagem que vai fazer para o encontro do G20, no Japão.

“Vou viajar terça-feira para o Japão, então vim dar uma olhadinha se não tem nada esquisito”, brincou. “A gente tem que sair 100%, deve dar 25 horas de voo. Fiz um exame de sangue e daqui a pouco sai o resultado. No resto, tudo bem”, disse.

O presidente afirmou ainda, ao falar sobre a viagem, que diversos líderes mundiais querem reuniões bilaterais com o Brasil, por ocasião do encontro do G20 no Japão. “E a gente se prepara para falar com qualquer um. Os possíveis assuntos, a gente busca sempre não ser surpreendido”, disse.

“Nós estamos tentando, juntamente com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, uma conversa com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre as questões da América do Sul”, comentou Bolsonaro. “A gente sabe da dificuldade em que está a Argentina, que pode voltar para a (ex-presidente) Cristina Kirchner. É uma preocupação de todo mundo, que não quer uma nova Venezuela aqui no sul do continente”, acrescentou.

Bolsonaro indicou, no entanto, que a reunião com o presidente dos Estados Unidos tem como objetivo tratar da agenda econômica, e não discutir especificamente as questões eleitorais da América do Sul.

Governadora assinará segunda-feira redução de imposto para QAv


O Governo do Estado e as companhias aéreas assinarão nesta segunda-feira (24) os termos de concessão da redução de cobrança do ICMS no querosene de aviação (QAv). 

A ação é fruto do novo regime tributário especial lançado pelo Governo na quarta-feira passada para atrair novos voos. O evento será às 10h, no auditório da Governadoria, no Centro Administrativo.  

Mais de 200 parlamentares lançam Frente da Redução da Maioridade Penal

Ato que reúne políticos de 17 partidos será realizado na próxima quarta, no salão nobre da Câmara.

Para o deputado federal Carlos Jordy, o jovem, aos 16 anos, já possui discernimento para responder por qualquer ato
Direita, centro e até esquerda lançam na próxima quarta,-feira (25) a Frente Parlamentar Mista da Redução da Maioridade Penal em ato marcado para as 16h, no salão nobre da Câmara. A proposta é presidida pelo vice-líder do Governo na Câmara, deputado Carlos Jordy (PSL-RJ), e reúne 203 parlamentares, entre eles os filhos do presidente Jair Bolsonaro, deputado Eduardo e senador Flávio.

No total, são 194 deputados e 9 senadores de 17 partidos: PSL, PL, PP, MDB, Patriota, PDT, PSD, PRB, Podemos, PSC, PSB, DEM, PROS, PSDB, Avante, Cidadania e Solidariedade.

A redução da maioridade penal é uma polêmica que se arrasta há décadas e divide juristas, policiais, promotores e juízes.

Carlos Jordy assinala que o objetivo é ‘discutir as propostas já em trâmite no Congresso Nacional e buscar formas para que sejam votadas’.

Uma delas é a PEC 171/1993, aprovada na Câmara em 2015, que trata da imputabilidade penal do maior de 16 anos, mas que ainda aguarda apreciação pelo Senado.

Em entrevista, Jordy destacou que "a redução da maioridade penal é uma questão de responsabilidade e justiça, vai ao encontro do que a maioria da população quer. Tenho convicção de que o jovem, aos 16 anos, já possui discernimento para responder por qualquer ato. Há quem defenda imputabilidade a partir de 12 anos. Por isso, a importância da Frente Parlamentar em discutir as propostas, analisar qual o melhor instrumento para a implantação da redução da maioridade penal no País", afirmou.

Em seu primeiro ano de mandato, Carlos Jordy foi servidor federal e vereador em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, onde nasceu e foi criado e mora até hoje. Ele defende enfaticamente a redução da maioridade penal.

Nominuto

Prefeito de Assu " ausente " ?

Senadora Zenaide / Deputado George Soares / Fogueira junina do prefeito Gustavo Soares

O almoço tradicional do São João de Assu realizado todos os anos na praça Jota Keuller, despertou o que todos já esperavam e só faltava mesmo  a confirmação, o prefeito Doutor Gustavo Soares não estava presente para prestigiar o evento.

" No período em que a cidade recebe centenas de visitantes, o chefe do executivo mantém-se ausente da cidade, sem nem ao menos transmitir o cargo para a vice prefeita..." ( leitor do blog ).

Quem apareceu para tirar fotos foi o irmão, Deputado George Soares e a Senadora Zenaide Maia, para marcar presencia aos simpatizantes locais, desviando as atenções do público quanto ao encanto do atual gestor pelo Padroeiro São João Batista, essa é a transparência que as oligarquias retratam para todos seus assuenses. 

O que mais chamou atenção foi o status do Doutor em suas redes socias, bem possível que recebeu a fotografia de um correligionário de uma grande realização, " Fogueira Junina " no bairro Janduís, esquecendo do  "gente cuidando de gente" como legenda da imagem.


quarta-feira, 19 de junho de 2019

Comissões Provisórias do PSDB que farão convenções já podem lançar editais


As Comissões Provisórias do PSDB no Rio Grande do Norte que realizarão convenções extraordinárias até a primeira semana de julho, já podem lançar seus respectivos editais de convocação para os filiados da legenda, de acordo com estatuto partidário.

Conforme calendário aprovado pelo presidente estadual do partido, deputado Ezequiel Ferreira, as convenções devem ocorrer entre 1º e 7 de julho, e os editais precisam ser lançados com uma antecedência mínima de 15 dias em relação aos eventos.

As convenções são apenas para as comissões que ainda não renovaram os mandatos de seus dirigentes. Segundo a resolução assinada por Ezequiel, a prorrogação dos mandatos de alguns órgãos municipais atende a uma das diretrizes da nova Executiva Nacional do partido, “de fortalecimento da legenda” em todo o país.

Ainda conforme a resolução, “os diretórios municipais que, por qualquer motivo, deixarem de realizar sua convenção na data base fixada, restarão dissolvidos automaticamente, oportunidade em que o Diretório Estadual designará uma Comissão Provisória”. Estão autorizados a participar das convenções, com direito a votar e ser votado, o filiado que tenha prazo mínimo de filiação de 30 dias do evento respectivo. Dúvidas e informações complementares poderão serem tiradas pelo contato (84) 3234-8096.

MP deve investigar proselitismo político da Prefeitura do Assú por autopromoção em shows do São João


A população do Assú vivenciou no último fim de semana, um verdadeiro show de “enganação”, os artistas que se apresentaram foram orientados pelo impopular prefeito Gustavo Soares e seu irmão, o deputado George Soares, ao término das músicas, não medirem os elogios a atual administração e ao prefeito, se autopromovendo através de bandas que foram pagas com recursos públicos.


Ao elogiar a administração e o prefeito com opiniões, as bandas que se apresentaram não se dão conta do problema que estão levando pra si, pois estão ferindo a constituição, que estabelece para publicidade, apenas o caráter educativo, informativo ou de orientação social.

Utilizando recursos públicos para pagar as bandas que se apresentaram no último fim de semana, a Prefeitura faz autopromoção da sua imagem e a do prefeito, ficando explicito a promoção pessoal, enaltecendo o nome de gestor e sua figura enquanto prefeito, o que é expressamente proibido no princípio da impessoalidade.

O MP deve investigar tais práticas como abusivas e ilegais, pois o prefeito do Assú está tentando se beneficiar através de recursos públicos que saem dos bolsos do contribuinte, para se auto afirmar com promoção pessoal e finalidade exclusivamente partidária.

Blog do VT

Assu: UBS e Feira livre ?

As estratégias de manquear no período junino não foi bem suscetivas. 


Feira Livre

Informações são que, os feirantes já disseram que não irão para a estrutura que foi montada em forma de gradeados, com espaço reduzido, sem condições funcionais para a comercialização dos produtos. A indignação e a revolta da população assuense, por ter sido gasto meio milhão de reais num projeto desconforme aos critérios dos que comercializam ali a anos, apoderando da medíocre maneira de governar sem a participação dos personagens locais, já se foi dito " se quiser maior, alugue um prédio", assim é o modelo de gestão dos Soares em Assu.

Unidade Básica de Saúde do Frutilândia 

A UBS inaugurada recente pela gestão Soares, foi outra atenção que a população está a questionar, o prédio foi exposto por festa e muita enganação, nada de estar funcionando, moradores do bairro frutilândia aguardam ainda o atendimento médico naquele local. Informes de instalações não estão mobiliadas para atender a população, enquanto isso o gestor de quinta tenta ludibriar os assuenses com fotografias. 

Policiais e bombeiros militares do RN podem retomar paralisação em julho

Após o dia inteiro mobilizados em frente à Governadoria, e mais de cinco horas de negociação com a equipe do Governo, os policiais e bombeiros militares acataram a proposta do Executivo e voltam ao trabalho. Contudo, continuarão atentos aos cumprimentos dos prazos estabelecidos no acordo.

Desde às 8h desta segunda-feira (17), os militares paralisaram suas atividades nas ruas e estavam mobilizados no Centro Administrativo do RN. Ao final da manhã, os representantes da categoria se reuniram com a equipe do Governo, liderada pelo vice-governador do Estado, Antenor Roberto. Após a reunião, com a proposta em mãos, foi realizada uma Assembleia Geral que decidiu unanimemente aceitar o acordo.

“Os militares estaduais retornam às ruas, mas vigilantes a tudo o que o Governo propôs. Caso não seja cumprido, voltaremos aqui quantas vezes forem necessárias caso o Governo insista em desrespeitar aquilo que está pactuando”, frisa o subtenente Eliabe Marques, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN).

O compromisso firmado é que o Governo encaminhe Projeto de Lei à Assembleia Legislativa até setembro de 2019, com a proposta de atualização salarial - contendo os percentuais e a forma como vai conceder esses percentuais. Os militares calculam uma perda de 60,48% ao longo dos últimos cinco anos.

Segundo o Governo, as folhas em atraso (salários de dezembro e 13° de 2018) deverão ser pagas ainda em 2019, mantendo o compromisso de priorizar os servidores da Segurança Pública nos pagamentos dos atrasados e ao recebimento de verbas extras.

O Governo também deve implantar, no mês de julho, todas as promoções e níveis remuneratórios que foram publicadas e estão em atraso. De acordo com o subtenente Eliabe Marques, há mais de três mil policiais promovidos e que não estão recebendo de acordo com o posto e graduação. “Se o Governo não cumprir este compromisso, nós retornaremos à paralisação”, sustenta o presidente da ASSPMBMRN.

Na reunião, ficou acordada ainda a criação de um grupo de trabalho com todas as associações representativas dos policiais e bombeiros militares, também composta pela equipe do Governo e representantes jurídicos, como a Ordem dos Advogados do Brasil e Associação dos Advogados do RN. O foco deste grupo é a redução das distorções salariais entre as categorias das forças da Segurança Pública do RN – incluindo ativos, da reserva e pensionistas.

Blog Ismael Souza

Casa dos Ventos investirá R$ 2,4 bilhões em complexo eólico no Rio Grande do Norte

De olho no mercado livre, empresa pretende fazer com que clientes se tornem sócios do projeto, isentando-se de tributos por produzirem própria energia.


A desenvolvedora de projetos de energia Casa dos Ventos investirá cerca de R$ 2,4 bilhões em um complexo de geração eólica no Rio Grande do Norte, que ainda poderá ter a capacidade quase duplicada no futuro. "O recurso eólico em Rio do Vento (no RN) está entre os melhores do mundo", afirma Lucas Araripe, diretor de novos negócios da Casa dos Ventos. "Tem vento constante, de velocidade, alta densidade e com desvio padrão muito baixo: quando junta-se esse vento excepcional com a grande escala do projeto, chega-se a um custo de geração de energia muito baixo." 

O empreendimento terá potência instalada de 445 megawatts, com equipamentos da dinamarquesa Vestas, que fornecerá 106 turbinas ao complexo. O valor do contrato não foi divulgado.

Os suportes do motor serão produzidos na fábrica da Vestas no Ceará, enquanto que as pás e torres também serão produzidas localmente, de acordo com as regras do Finame II do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Modelo de negócio 

Segundo Araripe, cerca de 5% da produção já foi vendida em leilão realizado pelo governo brasileiro no ano passado, enquanto o restante será oferecida a consumidores no chamado mercado livre de eletricidade, no qual grandes empresas podem negociar diretamente seu suprimento. "Trabalhamos agora para vender essa energia", afirmou. "Estamos conversando com grandes consumidores."

A empresa irá agora buscar financiamentos junto ao BNDES e ao Banco do Nordeste (BNB) para o empreendimento, que tem operação prevista para o segundo semestre de 2021. Também não estão descartadas emissões de debêntures para levantar recursos.

O complexo eólico de Rio do Vento é dividido em diversas usinas, e eventualmente os interessados poderão fechar contratos que incluam uma opção de compra futura de uma ou mais unidades do parque.

Ao se tornar sócios do projeto, os clientes podem ter acesso à energia por custos menores, afirmou Araripe. A regulação do setor elétrico isenta de alguns encargos empresas que investem na produção da própria eletricidade. "Podemos assinar contratos normais de longo prazo ou dar ao cliente a opção de compra de uma fatia do projeto referente ao consumo dele, para ser sócio", disse. "Ele vira sócio depois, sem o risco de implantação e construção."

O projeto da Casa dos Ventos tem potencial para uma segunda fase que poderia levar a capacidade a 950 megawatts. Tanto a linha de transmissão quanto a subestação do empreendimento serão construídos levando em conta essa futura expansão.

De acordo com Araripe, a expansão deverá ser viabilizada mais à frente, devido a limitações para conexão à rede na região do parque.

Enquanto isso, a empresa deve fazer o próximo investimento em um projeto de até 400 megawatts na Bahia, para o qual pretende começar a buscar contratos após concluir as negociações para venda da energia de Rio do Vento.

Araripe disse ainda que pretende replicar nos novos projetos a estratégia adotada no Rio Grande do Norte, negociando uma parcela mínima de energia em leilões do governo para depois buscar contratos no mercado livre. Isso porque os valores pagos pela energia leilões federais têm caído em meio ao interesse de investidores pelos contratos e a baixa demanda por energia, que acirram a competição nos certames, nos quais vencem usinas com menor tarifa final.

Nominuto

Os três senadores do RN votaram contra o decreto de armas; texto segue para Câmara


O plenário do Senado aprovou hoje (18) a revogação do decreto do presidente Jair Bolsonaro que flexibilizou o acesso da população a compra e posse de armas no Brasil. Por 47 votos a 28, os senadores aprovaram um Projeto de Decreto Legislativo (PDC), do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e de outros senadores, que susta os efeitos da flexibilização.

A bancada potiguar com os seus três senadores: Jean Paul Prates (PT), Styvenson Valentim (Podemos) e Zenaide Maia (PROS), votou totalmente a favor da revogação do decreto. A matéria segue agora para análise na Câmara dos Deputados.

Criticado

O senador Styvenson Valentim, que é capitão da Polícia Militar, foi o mais criticado pelo posicionamento na votação. Durante a campanha eleitoral de 2018, o senador defendeu o porte de arma para a população. Nas redes sociais ele se justificou, afirmando que não é contra o direito do cidadão de bem se defender, mas ponderou que "é preciso ter critérios".

Blog Ismale Souza

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Feira livre gerou insatisfação aos comerciantes assuenses

As reclamações e a insatisfação gerou desconforto aos comerciantes que fazem parte da feira livre, o espaço confinado não agradou os feirantes, diversos itens não foram avaliados para se concretizar o local adequado para a atividade comercial, causando mais problemas ao invés de soluções. 

Ouçam os entrevistados pelo repórter Jallison Ferreira.


sexta-feira, 7 de junho de 2019

Video : Moradores de Assú continuam sendo prejudicados com o lixão

População reclama por falta de compromisso da gestão, crianças doentes, com problemas respiratórios estão naquela localidade, e medidas precisam ser tomadas para que a situação não fique pior .


Recomendação do Ministério Publico ao Demutran em Assú

Por recomendação do Ministério público do Rio Grande do Norte , mediante do promotor de justiça de Assú, Alexandre Gonçalves Frazão, a retirada de tachões utilizados como redutores de velocidade, sendo assim substituídos por lombadas de acordo com as normas do Conselho Nacional de Transito.

Imagem ilustrada
OBSERVATÓRIO ALERTA SOBRE ILEGALIDADE DOS TACHÕES E SEUS PREJUÍZOS

A Resolução do CONTRAN que trata desse tema é a 336/2009, e prevê que as tartarugas deveriam ser banidas do trânsito há mais de seis anos. Mas basta circular pelo país para perceber que elas estão aí, em muitas vias e até rodovias, de forma irregular.

O resultado dessa ilegalidade são prejuízos para os condutores, para o poder público, pois elas também danificam o asfalto e, podem até causar acidentes e não preveni-los, como se propagava antes da manifestação do CONTRAN.

O IBRADEC – Instituto Brasileiro de Defesa da Cidadania – já reforçou a necessidade do cumprimento dessa medida, alegando os transtornos das tartarugas para os condutores e também ressaltou que a permanência desses dispositivos atentava contra a questão até educacional, relacionada ao desrespeito a uma legislação nacional.