quinta-feira, 6 de junho de 2019

RN perde na distribuição metade da água que produz, diz estudo


A cada 100 litros de água captada, tratada e pronta para ser distribuída no Rio Grande do Norte, 50 litros ficam pelo caminho. O dado faz parte de um estudo do Instituto Trata Brasil com a GO Associados, obtido pelo G1 e divulgado nesta quarta-feira (5).

De acordo com o estudo, a perda de água se dá principalmente por problemas de vazamentos, ligações clandestinas e falhas de leitura de hidrômetro.

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) confirmou a perda de 49.9% da água ao G1. Segundo a Caern, o percentual se divide em "perdas físicas", como os vazamentos, e em "perdas comerciais ou aparentes", que se referem à "água que foi consumida, mas não foi faturada e não gerou receita", como ligações clandestinas e fraudes.

Segundo a Caern, as perdas comerciais ou aparentes representam cerca de 33% do total. Os outros 67% são "questões técnicas de vazamentos".

Para combater as perdas operacionais, a Caern diz que trabalha "em controles de pressão, macromedição, substituição de ramais e de redes de água, pesquisa e combate a vazamentos". Já com as perdas comerciais, a companhia tem feito "instalação e substituição de hidrômetros, atualização cadastral e intensificação da fiscalização para combate a fraudes e ligações clandestinas".

Nenhum comentário:

Postar um comentário