quarta-feira, 19 de junho de 2019

MP deve investigar proselitismo político da Prefeitura do Assú por autopromoção em shows do São João


A população do Assú vivenciou no último fim de semana, um verdadeiro show de “enganação”, os artistas que se apresentaram foram orientados pelo impopular prefeito Gustavo Soares e seu irmão, o deputado George Soares, ao término das músicas, não medirem os elogios a atual administração e ao prefeito, se autopromovendo através de bandas que foram pagas com recursos públicos.


Ao elogiar a administração e o prefeito com opiniões, as bandas que se apresentaram não se dão conta do problema que estão levando pra si, pois estão ferindo a constituição, que estabelece para publicidade, apenas o caráter educativo, informativo ou de orientação social.

Utilizando recursos públicos para pagar as bandas que se apresentaram no último fim de semana, a Prefeitura faz autopromoção da sua imagem e a do prefeito, ficando explicito a promoção pessoal, enaltecendo o nome de gestor e sua figura enquanto prefeito, o que é expressamente proibido no princípio da impessoalidade.

O MP deve investigar tais práticas como abusivas e ilegais, pois o prefeito do Assú está tentando se beneficiar através de recursos públicos que saem dos bolsos do contribuinte, para se auto afirmar com promoção pessoal e finalidade exclusivamente partidária.

Blog do VT

Nenhum comentário:

Postar um comentário