segunda-feira, 26 de agosto de 2019

MÁ GESTÃO COMPROVADA: Assú está entre as cidades com a pior administração pública segundo ranking do IGM-CFA


Agora não tem mais o que se discutir, a péssima gestão do prefeito Gustavo Soares é comprovada pelo ranking do IGM – Índice de Governança Municipal, que é um levantamento anual realizado pelo CFA – Conselho Federal de Administração, no ranking ESTADUAL e separada por grupo de municípios, aponta a cidade do Assú em 4º lugar de um total de 5 municípios, e com a pífia performance de 5,70, de um total de nota máxima de 10,0.

O CFA dividiu as cidades em oito grupos, conforme a sua população e o Produto Interno Bruto (PIB) per capita. Segundo o conselho, isso possibilita uma análise mais fidedigna, na medida em que as comparações são entre municípios com o mesmo perfil.

A cidade governada pelo médico Gustavo obteve a nota de 4,67 em finanças, sendo a nota ideal 10. O motivo da baixa nota foi o baixo investimento em saúde e em educação, cerca de pouco mais da metade da meta estabelecida.
O alto custo com a Câmara de Assú também contribuiu para a baixa nota. A meta do custo com o legislativo era de R$ 48,42, e o custo real foi de R$ 70,01. Já na gestão, o item de comissionados chamou a atenção, pois a meta da cidade era de 2,78, e ficou com 11,99, ou seja, o gasto com comissionados é quase quatro vezes maior que o recomendável.

E quando se faz a pesquisa nacional, a cidade do Assú está na 112ª colocação, num universo de 175 municípios, comprovando ainda mais, que o prefeito Gustavo Soares é um dos piores gestores que a cidade já teve, comprovado pelo péssimo desempenho no IGM.

O Índice CFA de Governança Municipal consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: Finanças, Gestão e Desempenho, é elaborado a partir de dados secundários, e considera áreas como saúde, educação, gestão fiscal, habitação, recursos humanos, transparência, violência dentre outras.

Fonte : Blog do VT

Nenhum comentário:

Postar um comentário